Publikationen EPS HD

À custa do pobre? - Exame do comportamento empresarial da Boehringer Ingelheim, Bayer e Baxter no Brasil (2012)

Cover PBS P BrasilienstudieA BUKO Pharma-Kampagne examinou de forma criteriosa o comportamento empresarial da Bayer HealtCare, Boehringer Ingelheim e Baxter no Brasil. Nossas conclusões: enquanto o portfólio da Baxter compreende exclusivamente medicamentos racionais, a Bayer e a Boehringer Ingelheim oferecem um tanto de preparações sem sentido. Mesmo a maioria dos campeões de venda, declarados inovadores, não apresentam vantagem aos pacientes. Eles são inacessivelmente caros e levam ao desperdício de escassos recursos. As companhias examinadas realizam muitos projetos de pesquisa no Brasil. Estes são concentrados em áreas lucrativas tais como doenças cardiovasculares, câncer e diabetes - que são cada vez mais comuns no Brasil. Para doenças negligenciadas, ainda também comuns no Brasil, as companhias não mostram muito compromisso. Com quase 53% de medicamentos irracionais e grosseiros 10% de produtos essenciais, o negócio familiar Boehringer Ingelheim tem um portfólio farmacêutico chocante e ruim. Todavia, a companhia renuncia à aplicação estrita do direito de patente sobre seus medicamentos antirretrovirais. A importante nevirapina é portanto disponível como genérico de baixo preço no Brasil. A Bayer tem 63% de medicamentos racionais em seu portfólio e 20% de medicamentos essenciais. A agressiva política de patentes da companhia, entretanto, bloqueia o acesso ao antineoplásico inovador Nexavar®. Com produtos exclusivamente racionais, 74% deles essenciais, a Baxter tem o melhor portfólio farmacêutico. Alguns dos medicamentos, contudo, não têm alternativa genérica. Seus preços são altos e não podem ser oferecidos no setor público - um pesado fardo para os pacientes.

Descarregar [PDF/1,8mB]

© 2019 BUKO Pharma-Kampagne All Rights Reserved.

Die Pharma-Kampagne braucht Ihre finanzielle Unterstützung, um weiter unabhängig und kritisch berichten zu können.

Sie finden unsere Arbeit Gut?

dann unterstützen Sie uns doch mit einer Spende.

Näheres finden Sie hier..

Back to Top